Bem-Estar Corporativo

O que faz um assistente de Recursos Humanos?

26 de dez. de 2023
Última alteração 26 de dez. de 2023

Organizações que cuidam da satisfação e da qualidade de vida de seus colaboradores podem conquistar melhores talentos quando comparadas à concorrência. Para se manterem rentáveis e competitivas em um contexto de frequentes transformações, as empresas precisam investir em aspectos que vão além de remuneração e benefícios tradicionais.

O Panorama do Bem-Estar Corporativo 2024 revelou que 93% dos profissionais consideram o bem-estar tão significativo quanto o salário. Dessa forma, as lideranças e o departamento de Recursos Humanos devem pensar em estratégias para a valorização da força de trabalho e para a manutenção de um ambiente psicologicamente seguro e saudável para todos.

Para apoiar o plano de desenvolvimento das equipes ou auxiliar nos processos de recrutamento e seleção, entra em cena uma figura importante: o assistente de recursos humanos.

Lead Magnet_PT-BR.png

O escopo da área de Recursos Humanos

Seja qual for o porte da sua empresa, o departamento de Recursos Humanos é uma área estratégica, pois é encarregada de inúmeras atividades que envolvem pessoas. Algumas de suas principais responsabilidades estão ligadas a:

O que faz um assistente de recursos humanos?

Assistentes de recursos humanos cuidam da parte operacional do setor e prestam suporte aos demais integrantes da equipe, como analistas de RH, gerentes e diretores. Esses profissionais atuam como facilitadores e seu escopo de trabalho tende a ser bastante abrangente, sobretudo nas grandes organizações. Suas atribuições estão relacionadas a:

  1. Recrutamento e seleção

Seja participando ou não dos encontros com os candidatos ou da escolha do perfil ideal para preencher uma posição em aberto, assistentes de RH podem contribuir com a elaboração das perguntas para a entrevista de emprego ou com a triagem de currículos.

Esses profissionais também ajudam seus gestores a definir como e onde será feita a divulgação das vagas disponíveis. Por fim, cuidam dos trâmites burocráticos que envolvem a assinatura do contrato individual de trabalho e garantem que os exames admissionais sejam realizados antes do início efetivo na empresa.

  1. Treinamento e desenvolvimento (T&D)

Em se tratando de treinamento e desenvolvimento, assistentes de recursos humanos têm a importante missão de apoiar o processo de onboarding, esclarecendo as dúvidas dos recém-chegados e orientando acerca das políticas e dos objetivos da organização. Também garantem que os novos colaboradores tenham acesso a materiais, informações e instalações confortáveis para a execução de suas atividades, desde o seu primeiro dia na empresa.

No caso da força de trabalho atual, o assistente de RH pode ajudar no desenvolvimento do conteúdo programático para atualizar os profissionais sobre novas tecnologias, procedimentos e habilidades técnicas necessárias para a otimização das tarefas.

  1. Remuneração e benefícios

O departamento pessoal é responsável pela folha de pagamento e ter um assistente de recursos humanos na equipe pode ser bastante útil para assegurar que os valores estejam em conformidade com o orçamento previsto.

Além disso, muitos colaboradores têm dificuldades para entender como é feito o cálculo das horas extras, qual a diferença entre salário e remuneração ou quanto receberão pelas férias. Nesse sentido, quem ocupa o posto de assistente de RH deve ter amplo conhecimento das regras presentes na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e repassar informações, direito e deveres, de maneira objetiva e didática.

  1. Atração e retenção de talentos

Processos de atração e retenção de talentos envolvem diversas questões estratégicas, como a definição de salários competitivos e pacotes de benefícios atraentes. Ainda assim, a participação de um assistente de recursos humanos pode ser de grande ajuda no que tange a pesquisas de mercado e análise da concorrência.

Esses profissionais também podem auxiliar as lideranças a se aprofundar nos resultados da pesquisa de satisfação interna, entender em detalhes os pontos de melhoria e sugerir medidas para evitar o turnover.

  1. Gestão de pessoas

Cabe ao departamento de RH estabelecer as diretrizes para uma gestão de pessoas eficaz. Isso inclui iniciativas para melhorar o clima organizacional, viabilizar o reconhecimento profissional e cuidar do bem-estar das equipes.

Nesse contexto, assistentes de recursos humanos podem ajudar a desenvolver campanhas de incentivo que aumentem o engajamento e a produtividade geral. Também podem colaborar na identificação de focos de conflito no trabalho e propor um plano para amenizar as divergências.

  1. Saúde e segurança no trabalho

O Panorama do Bem-Estar Corporativo 2024 apontou que 78% dos líderes de RH dizem que o programa de bem-estar de sua empresa reduz os custos com assistência médica. A maioria dos respondentes também relata queda na quantidade de atestados, ou seja, a diminuição nas taxas de absenteísmo.

Sendo o departamento de Recursos Humanos responsável pela segurança dos colaboradores e pela saúde organizacional, seus assistentes podem acompanhar e medir a participação das pessoas nas sessões de ginástica laboral, além de auxiliar na organização da Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (SIPAT), promovida pela CIPA.

  1. Offboarding

offboarding, também conhecido como demissão humanizada, é o processo que compreende as ações necessárias para encerrar o ciclo de vida de um colaborador na empresa. Assistentes de recursos humanos podem auxiliar com a papelada e instruir sobre a necessidade da carta de desligamento e dos exames médicos finais.

Acompanhar a entrevista de desligamento pode ser especialmente útil para identificar os motivos de insatisfação no trabalho e a percepção individual com relação à empresa.

Qual é o perfil de um assistente de recursos humanos?

Embora não exista uma formação específica para se tornar assistente de recursos humanos, as empresas costumam priorizar profissionais com formação em psicologia, administração de empresas ou gestão de pessoas. Além disso, algumas habilidades comportamentais (soft skills) são fundamentais para exercer o cargo, tais como:

Comunicação e relacionamento interpessoal

Como mencionado, assistentes de recursos humanos desempenham um importante papel de facilitadores na empresa. Para tanto, devem saber se expressar de forma clara, objetiva e empática.

Ouvir as pessoas, esclarecer dúvidas, tentar resolver desentendimentos e sugerir medidas para melhorar o clima organizacional são atividades que fazem parte da rotina desses profissionais e que exigem boas habilidades de comunicação.

Conduta ética e profissional

De maneira geral, as empresas têm políticas para nortear o comportamento de seus colaboradores, de modo que estejam alinhados aos objetivos estratégicos do negócio. Agir com ética e profissionalismo significa adotar uma postura diplomática, imparcial e respeitosa com toda a equipe.

Como guardiões dos valores organizacionais, os assistentes de RH devem servir de exemplo para o restante da força de trabalho e zelar por um ambiente de trabalho positivo, saudável, justo e igualitário.

Proatividade e inteligência emocional

Enquanto a proatividade é a capacidade de tomar a iniciativa e buscar soluções para as questões cotidianas, a inteligência emocional diz respeito à gestão dos sentimentos e das ações frente a situações adversas.

Não raro, assistentes de recursos humanos vão se deparar com tarefas complexas e pessoas difíceis, e será necessário manter o equilíbrio para evitar o estresse no trabalho. Saber administrar o tempo e tentar se antecipar aos problemas (mas sem a pretensão de querer salvar o mundo) são duas boas práticas recomendadas para assegurar seu bem-estar e o autocontrole.

Tenha o bem-estar como estratégia de gestão de pessoas

Dois fenômenos globais se intensificaram após a pandemia em 2020: a great resignation (grande renúncia) e o quiet quitting (demissão silenciosa). Ambos os movimentos surgiram em decorrência da insatisfação com o ambiente corporativo.

Como consequência, as lideranças e o departamento de RH têm enfrentado dificuldades para atrair e reter talentos, caso suas necessidades de flexibilidade, qualidade de vida e reconhecimento no trabalho não sejam atendidas.

Diante desse cenário, o RH tornou-se de grande relevância para as organizações, como um dos principais agentes capazes de reverter a situação desfavorável. E os assistentes de recursos humanos são peças-chave para assessorar todas as partes envolvidas no processo.

Além da ajuda de sua equipe, você também pode contar com o Gympass ajudar você a promover o bem-estar integral dos colaboradores. Converse com um de nossos especialistas para saber mais.

Fale com um especialista em bem-estar_BR1.png

Referências


Compartilhe


Gympass Editorial Team

A Equipe Editorial do Gympass traz aos líderes de RH as informações necessárias para promover o bem-estar dos colaboradores. Em um cenário profissional em rápida evolução, nossas pesquisas, análises de tendências e guias práticos são ferramentas importantes para levar cada vez mais satisfação e saúde ao ambiente de trabalho.