Bem-Estar Corporativo

Treinamento e capacitação: aposte no potencial da sua equipe

28 de nov. de 2023
Última alteração 28 de nov. de 2023

Hoje em dia, as pessoas são consideradas o principal ativo que uma empresa pode ter. Mas cuidar desse patrimônio tão importante exige atenção e planejamento. É preciso investir no potencial de cada colaborador para que suas habilidades sejam desenvolvidas da melhor forma possível, gerando resultados positivos para todos.

Por isso, o departamento de Recursos Humanos também tem a responsabilidade de implementar ações de treinamento e capacitação para a força de trabalho. As pessoas podem render ao máximo em sua rotina e alcançar patamares cada vez mais elevados de desenvolvimento pessoal e profissional.

Lendo este artigo, você fica por dentro de tudo o que envolve capacitação e treinamento para sua força de trabalho, e conhece as melhores formas de implementar essa estratégia em sua empresa e valorizar as pessoas que trabalham ao seu lado.

Lead Magnet_PT-BR.png

Treinamento e capacitação de colaboradores: o que é?

Um programa de treinamento e capacitação de funcionários se baseia em um princípio claro: por mais qualificada que seja uma pessoa, sempre há espaço para melhorar. Essa abordagem vale tanto para o aspecto pessoal quanto profissional, e mostra como as empresas devem cuidar do desenvolvimento contínuo do potencial de seus colaboradores.

A formação de uma força de trabalho diferenciada e talentosa vai muito além do processo de recrutamento e seleção de profissionais. Uma vez dentro da empresa, cada pessoa inicia uma jornada de crescimento individual, que conduz os colaboradores a novos aprendizados e à aquisição de novas habilidades.

Duas das tendências mais atuais no mercado de trabalho são o upskilling e o reskilling. Nessas estratégias, a empresa não busca pessoas “prontas” para o time, mas prefere moldar seu perfil profissional às demandas específicas da organização, estimulando-as a desenvolver certas competências. Isso mostra como um bom programa de treinamento e capacitação é cada vez mais importante para transformar a equipe em um diferencial competitivo para o negócio.

Qual a diferença entre treinamento e capacitação

Mesmo tendo igual importância no processo de crescimento profissional das pessoas, capacitação e treinamento não são exatamente a mesma coisa e existem diferenças importantes entre as duas modalidades de desenvolvimento. Como profissional de Recursos Humanos ou gestor de pessoas, é importante compreender as características de cada modelo.

Capacitação

Capacitação é o ato de tornar alguém capaz de fazer algo novo. Parece óbvio, mas é importante destacar que esse conceito se aproxima da ideia de ensino e aprendizagem. Capacitar um colaborador na empresa estaria relacionado à oferta de cursos em que essa pessoa possa adquirir novos conhecimentos, por exemplo, e agregar informações úteis para a realização de suas atividades profissionais.

Treinamento

Já o treinamento está ligado à busca pela melhoria em um conhecimento já existente. Um treinamento poderia ser uma oficina ou workshop onde os membros do time podem conhecer formas mais eficientes de realizar as tarefas que já executam, por exemplo, se tornando melhores naquilo que já fazem.

Embora sejam conceitos distintos, treinamento e capacitação apontam para o mesmo objetivo: construir uma força de trabalho cada vez mais qualificada, trazendo uma melhora sensível nos índices de produtividade e gerando melhores resultados para o negócio como um todo.

Tipos de treinamento e capacitação

Agora que você já compreendeu as diferenças e semelhanças entre os dois conceitos, é hora de conhecer os diferentes tipos de treinamento e capacitação de colaboradores. Existem opções variadas de ações que você pode implementar em sua equipe, dependendo dos objetivos que está buscando, e entender os benefícios de cada modelo pode ajudar a definir qual abordagem será seguida em sua organização.

De forma resumida, os tipos de treinamento e capacitação existentes podem ser divididos em duas categorias principais:

  • Habilidades técnicas: esses treinamentos são voltados a aperfeiçoar as competências técnicas da equipe, as hard skills. Podem incluir oficinas sobre um processo operacional específico, uma aula sobre o uso de uma ferramenta ou equipamento ou, até mesmo, workshops sobre normas de segurança.
  • Habilidades pessoais: aqui, o objetivo da capacitação é ajudar os colaboradores a adquirir e usar certas habilidades pessoais ou comportamentais essenciais para sua rotina de trabalho, como empatia, comunicação eficaz, desenvolvimento de liderança e trabalho em equipe.

Como responsável pela gestão de pessoas em sua organização, você pode avaliar quais são as principais lacunas em sua equipe que precisam ser preenchidas pelo programa de treinamento e capacitação. Talvez a prioridade seja ensinar as pessoas a usar um software importante para as atividades ou incentivar o surgimento de líderes para assumir postos de gerência, por exemplo.

Cada realidade é diferente, e você pode planejar quais objetivos pretende alcançar ao desenhar suas ações de desenvolvimento da equipe. Em boa parte dos casos, não haverá apenas uma necessidade, mas sim várias. Talvez seja o caso de oferecer recursos de treinamento e capacitação conforme as demandas de cada departamento.

Na hora de definir os formatos, você pode contar com modalidades e estratégias diferentes. Também vale a pena entender qual delas melhor se adapta ao perfil de sua força de trabalho ou a grupos específicos dentro da empresa, bem como ao objetivo de cada ação. Algumas opções são:

  • Cursos in company: aulas ministradas por especialistas e consultores no próprio ambiente da empresa, conforme o tema de cada curso.
  • Educação corporativa: criação de uma plataforma online onde seus colaboradores acessam diversos cursos e criam sua própria trilha de aprendizado conforme seus interesses, ou seguindo orientação do RH.
  • Gamificação: essa estratégia torna o processo mais atrativo ao aplicar recursos de jogos e videogames às aulas, como troféus para quem completar as lições e placares com pontuações, criando uma competição sadia entre os membros do time.
  • Congressos e simpósios: participar desses encontros do setor também é uma maneira comum de capacitar sua equipe e mantê-la atualizada com as tendências do mercado.
  • Certificações: em parceria com agências ou empresas certificadoras, seu time realiza um curso ou treinamento para receber uma certificação específica, seja em algum processo ou no uso de uma ferramenta de trabalho importante.
  • Palestras: apresentações abertas para a equipe, que tratam de temas de interesse comum ou assuntos específicos, direcionados a um departamento ou setor da organização.
  • Lives e webinars: com a popularidade das redes sociais, esses formatos se tornam cada vez mais atrativos, e você pode usar essas ferramentas para capacitar sua equipe e enriquecer seus conhecimentos.
  • Incentivos: outra forma de investir em treinamento e capacitação é incluindo esse tema em seu programa de benefícios corporativos, oferecendo bolsas de estudo ou ajuda de custo para colaboradores fazerem cursos, especializações e MBAs, por exemplo.

São diversas opções e modelos que você pode aplicar à rotina da empresa para levar sua equipe a se qualificar cada vez mais e a crescer na carreira. Isso é bom tanto para as pessoas enriquecerem seus currículos, como para a empresa contar com uma força de trabalho cada vez mais produtiva e eficiente.

Por que investir em treinamento e capacitação

Quando alguém conhece em detalhes uma atividade, é bem provável que realize essa tarefa melhor e com mais confiança. Quanto mais capacitados seus colaboradores forem, mais produtivos se tornarão e poderão atingir um nível mais alto de excelência em suas funções.

Esse é um resultado direto do investimento em treinamento e capacitação. Mas os benefícios dessa estratégia vão muito além do mero retorno para a empresa em termos de produtividade. Apostar no potencial da sua equipe ainda pode gerar um saldo positivo em outros aspectos da rotina de trabalho na organização.

Mais engajamento

Quando as pessoas sentem que a empresa acredita em seu potencial e valoriza suas habilidades, elas tendem a se envolver mais profundamente com a cultura corporativa e a se dedicar ainda mais ao que fazem. Os níveis de engajamento sobem, a satisfação aumenta e os resultados melhoram. Estudos apontam que quem trabalha feliz pode gerar até 12% a mais de negócios para a empresa.

Menor turnover

Se em vez de contratar profissionais externos para assumir um determinado cargo você resolver capacitar alguém de dentro da equipe, isso gera menos rotatividade no quadro de colaboradores. É possível controlar e até mesmo diminuir o turnover na empresa. Com menos movimentações de peças, sua equipe se torna mais coesa e os esforços de team building ocorrem com mais facilidade.

Mais economia

Como consequência da redução do turnover, você pode ter menos despesas com processos seletivos ou desligamentos de colaboradores. Isso significa que suas ações de treinamento e capacitação também geram uma economia nas finanças da empresa, que pode ser direcionada para novos investimentos.

Marca empregadora

O mercado de trabalho vai adorar saber que sua empresa valoriza as pessoas da equipe e investe em seu desenvolvimento. Isso colabora para a construção de um employer branding positivo, agradando não só os colaboradores, mas também os investidores e outras partes interessadas. Isso sem falar no combustível que essas ações injetam em sua estratégia de atração de talentos: os melhores profissionais do mercado estão sempre buscando as empresas que acreditam no potencial do time.

A importância do treinamento e capacitação de pessoas

A essa altura, já deve estar claro como adotar um programa de treinamento e capacitação traz inúmeros benefícios. Fazer isso, além de vantajoso para o negócio, também é importante para as pessoas. Quando você dá a elas oportunidades para crescer e evoluir profissionalmente, elas costumam agarrar essa chance com todas as forças.

É importante lembrar que essa é uma das missões fundamentais do setor de Recursos Humanos: fazer com que a equipe se sinta bem na empresa e alcance todo o seu potencial enquanto colabora para o sucesso da organização no mercado. Essa é uma das melhores formas de demonstrar seu respeito e cuidado com cada integrante do time.

Outra forma de garantir que cada pessoa se sinta cuidada, valorizada e reconhecida na empresa é apoiando seu bem-estar integral. Sua equipe precisa estar nas melhores condições de saúde para trabalhar em alto nível e ter o rendimento esperado. Contar com um time bem treinado, altamente capacitado e plenamente saudável é o melhor caminho para bons resultados nos negócios.

Por isso, também é importante desenhar um bom programa de bem-estar para sua força de trabalho, que ofereça recursos variados para que cada membro da equipe possa se manter fisicamente ativo e emocionalmente equilibrado. O Gympass pode ser a solução ideal para ajudar você a alcançar esse objetivo. Para saber mais sobre como podemos te ajudar a seguir cuidando da sua força de trabalho, converse hoje mesmo com um de nossos especialistas em bem-estar.

Fale com um especialista em bem-estar_BR1.png

Referências


Compartilhe


Gympass Editorial Team

A Equipe Editorial do Gympass traz aos líderes de RH as informações necessárias para promover o bem-estar dos colaboradores. Em um cenário profissional em rápida evolução, nossas pesquisas, análises de tendências e guias práticos são ferramentas importantes para levar cada vez mais satisfação e saúde ao ambiente de trabalho.